Tony Trindade

Lucy Soares e o “legado”

Esposa do ex-prefeito Firmino Filho entrou, muito precocemente, em discurso político durante velório.

Em entrevista à imprensa, durante velório, a esposa do ex-prefeito Firmino Filho entrou, muito precocemente, em discurso político, deixando passar a ideia que a motivação da morte do marido teve a ver com angústia que ele sentia pelo que chamou de “má gestão da saúde na capital”. Disse que Firmino comentava da tristeza que passava com a forma como a gestão municipal lida com a pandemia da covid-19.

“A saúde está sem rumo, o trem saiu dos trilhos. A gente precisa tomar atitudes, a gente precisa cobrar das autoridades”, disse Lucy. E disse mais: “Ele se comportou como um verdadeiro governador, ele abraçou o Estado todo, então, ninguém morreu por falta de leitos”.

Apesar do momento de comoção, é possível notar o foco no discurso político e o fortalecimento da tônica do desprendimento que o prefeito teve com sua atuação contra a pandemia, fazendo claro contraponto a atual gestão. A fala foi considerada inoportuna. Em reserva alguns políticos comentaram a entrevista, considerando-a muito infeliz.

A morte de Firmino Filho ainda renderá muito, tanto no campo político, quanto investigativo, pois a forma como se deu remete a muitas especulações. Todas elas certamente serão levadas em consideração pelos técnicos periciais e a própria polícia. Esse será o segundo momento, posterior a dor de agora.

Ainda ontem (7), antes mesmo do corpo do ex-prefeito Firmino ser sepultado, já tinha matéria publicada na imprensa com lista de “candidatos” a herdeiros do espólio político do ex-gestor falecido. Uma tremenda falta de respeito e, além dos mais, notícia sem interesse público para o momento. A cidade inteira está comovida e ninguém quer saber de apostas eleitorais em meio à dor que está sendo sentida.


Ele foi ao velório

O deputado estadual Firmino Paulo (Progressistas), sobrinho de Firmino Filho, foi ao velório do tio. Lançado na política por Firmino em 2014, os dois romperam politicamente no começo de 2018 e praticamente não se falavam. A querela política atingiu as relações familiares. Em 2020, Firmino Paulo contrariou o próprio partido e apoiou o adversário do candidato do tio na eleição da capital. Porém, foi ao velório.

Mais conteúdo sobre:
Covid-19Firmino FilhoLucy Soares

Dê sua opinião:

Veja Também

PSB já está na cadeira

PSB já está na cadeira

Sumido e muito calado

Sumido e muito calado