Sherlock

Câmara dos Deputados

Merlong Solano vira foco nacional com Operação Topique da PF no Piauí

Segundo a investigação, o Deputado também usou da cota parlamentar para alugar carros de empresas investigadas pelo FUNDEB

Mal amanheceu e as investigações da Operação Topique continuam dando assunto para a política no Piauí. Agora é a vez do ex-secretário de Administração, Merlong Solano, que assumiu recentemente a cadeira de Deputado Federal, após o falecimento do Deputado Assis Carvalho.

Deputado Merlong Solano na mira da TopiqueDeputado Merlong Solano: na mira da Operação Topique

Ambos do PT do Piauí, repassaram, juntos R$ 168 mil a uma das empresas. A maior parte do gasto foi feita por Assis Carvalho. Entre agosto de 2017 e dezembro de 2018, ele pagou R$ 10,4 mil por mês à BR Locadora, num total de R$ 156 mil.

Merlong Solano pagou R$ 12 mil à empresa em duas parcelas, entre abril e maio do ano passado, em uma das suas rápidas passagens pela Câmara dos Deputados.

A BR Locadora, fornecedora do serviço aos deputados tem contratos com o governo do Piauí desde que abriu, em 2009. Hoje, a empresa é uma das investigadas por desvios de dinheiro do Fundeb no Piauí e tem trazido destaque nacional ao governo WD.

A assessoria de Merlong disse que “cumpre rigorosamente o Ato 43/2009 da Câmara, que disciplina o uso da cota para exercício de atividade parlamentar, não havendo, portanto, qualquer espaço para ilações, uma vez que o serviço foi contratado e executado dentro dos limites legais”.

Confira a nota:  

O deputado federal Merlong Solano (PT) repudia qualquer tentativa de relacionar o seu nome à Operação Topique. A contratação do serviço de locação de veículos para atividade parlamentar no ano de 2019, foi devidamente informada e comprovada à Câmara dos Deputados, conforme determina o Ato Normativo nº 43/2009, procedimento que é público, acessível a qualquer cidadão, no Portal da Câmara, onde são apresentados contratos e notas fiscais de todas as despesas objeto de ressarcimento. Diante do exposto, o parlamentar solicita a imediata correção do texto, para restabelecimento da verdade dos fatos, uma vez que não é alvo da referida Operação.

Mais conteúdo sobre:
Assis CarvalhoGoverno do PiauíMerlong SolanoPT

Dê sua opinião: