Renato Montanha

Ministério Público pede prisão domiciliar da mãe de Izadora Mourão

O pedido foi solicitado em razão da necessidade de se garantir a ordem pública e a instrução do processo legal

O MPPI solicitou que a Justiça decrete a prisão domiciliar de Maria Nerci dos Santos Mourão, denunciada por homicídio triplamente qualificado contra a própria filha, a advogada Izadora Santos Mourão, morta a facadas dentro de casa no último dia 13 de fevereiro, na cidade de Pedro II.

Maria Nerci dos Santos Mourão

O pedido feito pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa, ao final do inquérito, foi ratificado nessa segunda-feira (1), pelo MPPI em razão da necessidade de se garantir a ordem pública e a devida instrução do processo legal.

A Polícia Civil constatou que Maria Mourão tentou atrapalhar o curso das investigações, criando álibi e coagindo testemunhas do caso. Por essa razão, foi necessário o pedido da medida cautelar proposta pelo representante ministerial.

Maria Nerci é agora a única responsável pelo filho mais velho, Vencerlau Santos Mourão, que possui esquizofrenia paranoide simples e tinha como seu representante legal João Paulo Mourão, que atualmente se encontra preso em Altos.

Dê sua opinião: