Lupa 1

Veto

Prefeito veta emenda que torna retroativo aumento de salários de funcionários efetivos da saúde

José Luís Souza, prefeito de Baixa Grande do Ribeiro, afirmou não ter dinheiro para pagar o retroativo aos profissionais.

O prefeito do município de Baixa Grande do Ribeiro, José Luís Souza, popularmente conhecido como Zé Luís, vetou a emenda de projeto de lei que torna retroativo para o mês janeiro de 2022 o aumento de 14,58% para os profissionais da saúde.

O Projeto de Lei 14/2022 é de autoria do próprio prefeito, e foi aprovado durante sessão realizada no dia 13 de junho, no Plenário da Câmara Municipal de Baixa Grande do Ribeiro. A votação foi acompanhada por profissionais da saúde, e teve 7 votos favoráveis e apenas uma abstenção.

  

Votação realizada em 13 de junho de 2022 / Baixa Grande do Ribeiro Reprodução

Encaminhado para sanção do prefeito Zé Luís, que também é médico, os profissionais da saúde foram surpreendidos com o veto da emenda.

Legalmente, os funcionários públicos têm direito a reajuste de salário no mês de janeiro de cada ano. Ao Lupa1, os funcionários afirmaram que desde 28 de março a categoria cobra o gestor pelo reajuste.

“A nossa primeira reunião foi no dia 28 de março, e o prefeito demorou muito para dar uma resposta para a gente. Fizemos uma proposta para ele e ele afirmou que ia dar os 14,58%, mas que não pagaria o retroativo do ano pois não tinha condições financeiras para isso.”, afirmaram.

Baixa Grande do Ribeiro se destaca como uma das cidades mais ricas do Piauí, e de acordo com os profissionais, o gestor entra em contradição ao afirmar não ter orçamento para pagar o retroativo para os funcionários.

Nessa quinta-feira (23) o projeto volta para a câmara dos vereadores, onde os membros do legislativo podem concordar com a decisão do prefeito, ou derrubar o veto.

  

Funcionários da saúde que acompanharam a votação juntamente com os vereadores que votaram a favor do projeto Reprodução

Dê sua opinião: