Gustavo Almeida

Opinião

Piauí, o não conectado, é o último do país em acesso à internet

Pesquisa mostra que quase 1 milhão de piauienses não têm acesso à rede mundial.

O acesso à internet no Piauí cresceu significativamente nos últimos anos, mas não o suficiente para o Estado deixar a rabeira nacional. De acordo com pesquisa divulgada pelo IBGE na semana passada, o percentual de residências com internet no Piauí passou de 52,7% em 2016 para 67,3% em 2019. Não se pode negar que houve um salto, mas o índice piauiense continua bem menor do que a média brasileira, cuja taxa é de 82,7%.

Simplificando em números, a pesquisa divulgada pelo IBGE mostrou que quatro em cada dez domicílios não tinham acesso à internet no Piauí em 2019. Eram 906 mil piauienses sem acesso ao serviço. É isso mesmo! Quase 1 milhão de pessoas sem acesso à internet em um estado com pouco mais de 3 milhões de habitantes.

Acesso à internet ainda não chega para muitos piauienses (Foto: Reprodução/Internet)

Em suas propagandas, o Governo do Piauí prefere focar apenas no crescimento e ainda aproveita para enaltecer o seu programa Piauí Conectado. Porém, a última colocação nacional revela que o estado ainda está muito longe do ideal no quesito acesso à internet.

Vale destacar que essa nem sempre é uma questão que depende de governo. A pesquisa mostrou que uma parcela da população não tem internet por motivos como desinteresse e por não saber usar. No entanto, outros disseram não acessar devido ao valor cobrado pelo serviço e por não ter disponibilização na região onde mora. A pobreza no Piauí continua sendo, segunda a pesquisa, um entrave para o avanço do acesso.

Essa situação ficou evidenciada porque nas casas que utilizam o serviço, a renda mensal por pessoa era de R$ 923, enquanto nas residências que não possuíam internet a renda era só de R$ 536. Esses números mostram que a deficiência no acesso em solo piauiense está diretamente ligada aos fortes índices de pobreza no estado. Não custa lembrar que, apesar de avanços, o Piauí ainda ocupa as últimas colocações do país em vários indicadores sociais.

Grande parte das escolas rurais no Piauí ainda não possui internet, outro ponto que mostra o quanto o estado ainda precisa avançar para alcançar posição respeitável. É importante frisar, mais uma vez, que o acesso à internet cresceu no Piauí e isso é perceptível até sem pesquisa. Porém, crescer é bom, mas crescer e seguir sempre atrás de quem já estava na frente nem sempre é tão vantajoso como alguns tentam mostrar.

Mais conteúdo sobre:
Governo do PiauíIBGEPiauí

Dê sua opinião:

Veja Também