Lupa 1

Ação Judicial

Felipe d'Avila vai ao TSE contra Lula por propaganda antecipada

De acordo com o candidato, o petista pediu votos durante discurso realizado em Teresina na última quarta.

Por meio de suas redes sociais, o candidato à presidência da República pelo Partido Novo, Felipe d’ Avila, informou que deu entrada a uma ação no Tribunal Superior Eleitoral contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), por campanha eleitoral antecipada durante ato intitulado "Vamos Juntos pelo Brasil", realizado em Teresina na última quarta-feira (3), na Arena do Povo, zona Leste da capital.

 

Felipe dReprodução/Colagem/Lupa1

Conforme o representante da sigla, “é preciso jogar limpo e respeitar a Lei”. Segundo ele, Lula pediu abertamente votos para si e seus aliados partidários.

“É preciso jogar limpo e respeitar a Lei. Por isso, entrei com uma ação contra Lula por campanha eleitoral antecipada na Justiça. Quem não respeitar as leis não pode defender a democracia! Em Teresina, Lula pediu abertamente votos para si e para seus aliados. Isso é inaceitável”.

Horas após a publicação, a ministra Cláudia Bucchianeri, determinou que as plataformas Instagram, Facebook e Youtube retirem os vídeos do candidato a presidência, Lula (PT).  O prazo é de 24 horas para que as redes sociais cumpram a ordem judicial.

Campanha eleitoral

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, as siglas partidárias podem iniciar oficialmente as propagandas eleitorais, com a possibilidade de inserção na internet e por meio de alto-falantes, carreata e caminhada um dia após o registro das candidaturas para a presidente, vice-presidente, governador, vice-governador, senador, deputado estadual e federal, que acontece no dia 15 deste mês.

Mais conteúdo sobre:
LulaLupa1PTRepublicanos

DÊ SUA OPINIÃO