Lupa 1
Gustavo Almeida

Definições

PSD se conforma em ficar com suplência; Georgiano Neto confirma

Reunião no Palácio de Karnak definiu que PSD está fora da chapa majoritária.

Depois de passar mais de um ano afirmando que não abriria mão de vaga na chapa majoritária governista e de falar repetidas vezes que não aceitaria ficar com suplência de senador, a direção do PSD no Piauí admite que a sigla vai indicar o suplente. Após reunião com o governador Wellington Dias (PT) neste sábado (8), os deputados Júlio César e Georgiano saíram conformados em ficar fora das principais vagas da chapa.

PSD vai indicar primeira suplência de senador (Foto: Reprodução/Instagram)

Em contato com o Lupa1, o deputado estadual Georgiano Neto confirmou que o PSD deverá mesmo ficar apenas com a suplência.

“Está convergindo nesse sentido”, respondeu o parlamentar ao ser questionado sobre a indicação da 1ª suplência de senador e sobre notícias de que o martelo já foi batido.

Reuniões decisivas
O governador Wellington Dias (PT) teve reuniões decisivas sobre a chapa majoritária nos últimos dois dias. Antes de receber Júlio César e Georgiano Neto, o governador recebeu na sexta-feira (7) os deputados emedebistas Themístocles Filho e Marcelo Castro no Palácio de Karnak. Themístocles tenta ser o escolhido para a vaga de vice-governador.

Com o PSD agora fora do páreo, o caminho para o emedebista aparentemente ficou mais fácil. No entanto, o desfecho sobre o PSD não resulta na escolha automática de Themístocles. Apesar das duas siglas protagonizarem a disputa pela vaga, a saída de uma não significa, pelo menos até agora, que Themístocles já é o nome escolhido.

Mais conteúdo sobre:
Georgiano NetoGoverno do PiauíJúlio CésarMDBPiauíPSDThemístocles FilhoWellington Dias

Dê sua opinião: