Governo do Piauí

Wellington Dias discute ações para apoiar famílias afetadas pelas enchentes

Foram determinadas ações de mapeamentos de pontos que alagam, monitoramento dos rios e apoio a famílias desabrigadas.

O governador Wellington Dias esteve reunido com a sua equipe de governo, nesta terça-feira (04), para discutir estratégias para auxiliar as famílias afetadas pelas inundações decorrentes das intensas chuvas no Estado. Foram determinadas ações de mapeamento para identificar os pontos que alagam, o monitoramento dos rios e o incentivo para que as pessoas que precisam sair de casa possam se abrigar com familiares.

  

Governo do Piauí discute ações para dar apoio a famílias afetadas pelas enchentes Governo do Piauí

“Neste inverno temos uma situação atípica, com chuvas em volume muito elevado que acabam causando transtornos nas cidades e por isso estamos fazendo um alerta geral para que as defesas civis municipais possam fazer um mapeamento das áreas de risco e, a partir daí, um monitoramento para evitar mais prejuízos e situações de risco nas estradas. Vamos dar toda a assistência necessária”, afirmou Wellington Dias.

As ações serão realizadas pelas defesas civis municipais, sob a orientação da Secretaria de Estado da Defesa Civil. O Governo do Estado já realiza atividades de resposta ao desastre nos municípios de Uruçuí, Baixa Grande do Ribeiro, Ribeiro Gonçalves, Floriano e Teresina. O secretário de Defesa Civil, José Augusto, diz já estar preparando ajuda para os municípios da área do Rio Parnaíba e seus afluentes, além de estar dialogando com todos os municípios que necessitam de apoio nesse momento das enchentes. 

O comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel José Rego, diz que no primeiro momento irá realizar uma vistoria nas cidades ribeirinhas, como Teresina, Miguel Alves e Esperantina, mantendo um diálogo com as equipes municipais da Defesa Civil e orientando sobre como podem atuar. No segundo momento, ocorrerá uma aquisição de equipamentos para auxiliar durante as ações. Em Teresina, as famílias já estão sendo retiradas das áreas de risco e sendo levadas para a casa de familiares, escolas e áreas determinadas pela administração municipal, priorizando o acolhimento nas casas dos familiares.

Para a vice-governadora Regina Sousa, o trabalho de planejamento e prevenção é essencial neste momento. “Também temos que trabalhar para amenizar a dor daquelas pessoas que perderam suas coisas e tiveram que sair das suas casas. É nesse sentido que o Governo do Estado está se preparando, juntamente com as prefeituras. Vamos monitorar as barragens, prevenindo sempre para que não aconteça o pior”, pontuou.

Mais conteúdo sobre:
Wellington Dias

Dê sua opinião: