Em entrevista

Robert Rios denuncia crime contra educação na gestão de Montezuma

O gestor anunciou que irá expor, na sexta-feira (21), todo o material adquirido na gestão passada, e que está em desuso, em um ginásio de Teresina.

O vice-prefeito de Teresina, e Secretário de Finanças, Robert Rios concedeu, nesta quarta-feira (19), uma entrevista para o programa Boa Tarde Boa Tarde, na Band Piauí. Robert Rios rebateu as críticas que vem recebendo ultimamente, sobre a suposta aquisição de livros, e rebateu, denunciando crimes para com a educação na gestão passada. 

  

Vice-prefeito, Robert Rios. Reprodução/Boa Tarde Boa Tarde

Durante a entrevista, Robert Rios rebateu os ataques que recebeu por uma suposta compra ilegal de livros, realizada no governo do Dr. Pessoa. O vice-prefeito explica que a compra dos livros didáticos não pode ser feita através de licitação, pois é feita uma comissão de professores, que escolhe a editora responsável para a produção do material. 

O gestor alega que dos 100 mil livros solicitados, 75 mil são para os alunos matriculados na rede municipal, e os outros serão destinados para professores, bibliotecas e para os alunos do próximo ano letivo. De acordo com o vice-prefeito, o livro expõe aspectos geográfico, histórico e econômico de Teresina, sendo essencial para a educação da capital. 


Robert Rios contra ataca as críticas que recebeu, expondo escândalos que envolvem o ex-secretário de Educação, Kleber Montezuma. De acordo com o vice-prefeito, Montezuma teria comprado milhares de livros que estão em desuso, e que, de acordo com o entrevistado, colocará em um ginásio, nesta sexta-feira (21), para que seja visto pela população todo o prejuízo originário da gestão passada.

Além dos livros, o gestor municipal diz que existem também, fogões, tablets e geladeiras que não estão sendo usadas, e sim, desgastados com o tempo. 

Mais conteúdo sobre:
Dr PessoaKleber MontezumaRobert Rios

Dê sua opinião: