Tony Trindade

Ludhmila Hajjar diz que não aceitou ministério por falta de "convergência técnica"

Médica deu a entender que seus posicionamentos sobre a ciência e a medicina não são aceitos pelo presidente da República.

A médica Ludhmila Hajjar disse ontem (15) que não aceitou assumir o Ministério da Saúde porque não havia "convergência técnica" entre ela e o governo de Jair Bolsonaro. Em outras palavras, ela quis dizer que seus posicionamentos que levam em conta a ciência e a medicina não são aceitos por Bolsonaro. Ludhmila defende medidas de isolamento social para reduzir a mortalidade e prioridade à negociação de vacinas.

Médica Ludhmila Hajjar 

Mais conteúdo sobre:
Covid-19Jair Bolsonaro

Dê sua opinião:

Veja Também