Tony Trindade

Fazendo o caminho de volta

Wilson Martins deve retornar ao PSB e se aliar ao governador Wellington Dias.

O ex-governador Wilson Martins já acertou a sua volta, e do seu PSB, à base aliada do governador Wellington Dias (PT). O anúncio da aliança é apenas questão de tempo, mas o acerto está sendo ultimado. Junto com ele, passarão a fazer parte da base governista figuras como o deputado estadual Gustavo Neiva e o vice-prefeito de Teresina Robert Rios.

Wilson Martins / Foto: Instagram

É verdade, Robert também vai se aliar a Wellington! O retorno de Wilson e seu grupo ao esquema político do atual governador refaz uma aliança que em 2010 levou Wilson ao governo do Estado. Aliás, reconheça-se, Wilson foi um governador eficiente se comparado aos que tivemos dos anos 90 pra cá. Seu governo tinha obras, comando e, principalmente, ordem. 

Os insucessos eleitorais em 2014 e 2018 não refletem o que foi sua passagem pelo Karnak. É verdade que cometeu erros graves que afetaram sua imagem, como a articulação que levou a esposa para o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI). Uma parcela de arrogância provocada pelo poder também contribuiu para a queda. 

Seu partido, o PSB, que estava nas alturas quando chegou ao governo, definhou nos últimos anos e em 2020 só elegeu quatro prefeitos no Piauí. As duas derrotas para o Senado, ambas de forma traumática, fizeram o político natural de Santa Cruz do Piauí perder capilaridade e influência na arena eleitoral. 

Sem mandato desde que se despediu do Karnak, Wilson tenta agora se reerguer politicamente. O caminho mais provável para ele em 2022 é uma candidatura a deputado federal, no palanque montado por aquele que foi seu algoz desde quando romperam politicamente: o petista Wellington Dias.

Mais conteúdo sobre:
EleiçõesRobert RiosTCE-PIWellington DiasWilson Martins

Dê sua opinião:

Veja Também