Filha de ex-governador do Piauí morre durante o parto

A dentista Maria Cristina Almendra teve um choque anafilático durante o trabalho de parto e não resistiu

Hoje pela manhã, faleceu em Teresina, a odontóloga, professora da faculdade Unifacid e filha do ex-governador Freitas Neto, Maria Cristina Almendra, que estava em seu nono mês de gestação.

Ela estava à espera do filho, quando sofreu complicações no momento do parto, na maternidade Santa Fé na zona Norte de Teresina, e não resistiu.

De acordo com informações preliminares, a suspeita é de que Kiki Freitas, como era conhecida, sofreu provavelmente uma embolia de líquido amniótico, que pode acontecer em qualquer trabalho do parto, de forma imprevisível.

O caso é considerado raro, segundo médicos obstetras. Não houve uso de anestesia durante o parto.

Familiares e amigos de Kiki Freitas chegam a todo momento na maternidade, bastante abalados.

O filho nasceu e segue em estado grave, sob cuidados dos médicos da maternidade. Kiki Freitas era cirurgiã dentista e professora do curso de odontologia de faculdade particular de Teresina.

Lara Drummond, a médica respiração pelo parto, é uma reconhecida médica formada pela Uninovafapi, com residência médica em ginecologia e obstetrícia pela Uespi e médica de confiança da familia.

O sepultamento da dentista deve ocorrer por volta das 17h de hoje no cemitério Jardim da Ressurreição, zona sudeste de Teresina.

MAIS SOBRE:
Médica responsável pelo parto de Kiki Freitas era amiga de infância da gestante


Dê sua opinião: