Cajueiro da Praia

Empresária Vivian Alencar acusa Teresa Britto de praticar grilagem de terras no litoral

A empresária que é apontada por invadir terras em Cajueiro da Praia ilegalmente, acusou a deputada, um padre e o irmão dele de grilagem.

O munícipio de Cajueiro da Praia, no litoral do Piauí, vem sendo palco de um conflito de terras, envolvendo moradores da região e o casal de empresários, Vivian Alencar e Marcus Sabry. O casal está sendo denunciado por invadir terras na região de forma ilegal.

  

Casebre derrubado em Cajueiro da Praia. Reprodução/ WhatsApp

Vivian rechaçou a acusação de que ela e o marido seriam os grileiros de terras da região, uma vez que, segundo a mesma possui o contrato de sessão de terras negociado junto ao proprietário do terreno. Vivian cita que a deputada estadual Teresa Britto, o padre Luiz Eduardo e seu irmão seriam os verdadeiros envolvidos no esquema de grilagem.

“Quanto a acusação, informo que minha filha, Dra. Juliana, adquiriu de um nativo uma posse de um terreno, assim como a maioria da população, porque lá ainda não foi feita a regularização fundiária, e fez uma casa”, esclareceu a deputada estadual Teresa Britto sobre a acusação.

Ainda conforme a deputada, Vivian e Marcus também teriam adquirido o terreno da mesma forma.

“O próprio casal que está causando terror em Cajueiro da Praia, também adquiriu uma posse na mesma situação. Depois pegou uma procuração de um senhor de 91 anos que não tem valor jurídico algum e fica fazendo ameaças para a população. Inclusive derrubando barraca de pescadores, fechando ruas de acesso à praia e outros mais”, disse.

Ao finalizar, a deputada informou que está prestando apoio à população, com a realização de audiências públicas com órgãos competentes, para a regularização fundiária da cidade de Cajueiro da Praia.

O padre Luiz Eduardo, por sua vez, se posicionou em nota informando que não possui nenhum terreno em Cajueiro da Praia, e que não permite o uso do seu nome “para desviar o foco da denúncia feito contra esta Sra. e seu esposo”.

O padre diz ainda que se posicionou junto aos moradores e pescadores da região, por constatar injustiça e desigualdade.

Confira a nota completa do padre:

Acerca da matéria publicada neste Portal LUPA 1, sobre a denúncia feita por moradores de Cajueiro da Praia de invasão de terras feita pelo casal de empresários, em que meu nome foi citado pela empresária denunciada, Sra. Vivian Sabry, venho esclarecer que eu não tenho nenhum pedaço de terreno em Cajueiro da Praia. E que não permito o uso de meu nome para acusar outras pessoas e nem para desviar o foco da denúncia feito contra esta Sra. e seu esposo.

Me posiciono e estou do lado dos moradores e pescadores de Cajueiro da Praia que estão sendo impedidos de trabalhar e transitar na área em questão. E quando eu percebo ou tomo conhecimento que tem injustiça e desigualdade, como no caso que aconteceu com os pescadores, me manifesto e entro nas lutas, em defesa de quem foi humilhado e pede a minha ajuda.

Atenciosamente,

Pe. Luiz Eduardo Bastos

Leia mais:

Prefeitura de Cajueiro da Praia diz que vai resolver conflitos de terra da região;

Nativos de Cajueiro da Praia reclamam de famílias que querem roubar suas terras;

Terreno em Cajueiro da Praia-PI coloca empresários e políticos do Piauí em guerra.

Dê sua opinião: