Gustavo Almeida

Teresina

Covid-19, pagamento de pecados e lockdown: o que diz Dr. Pessoa sobre novas restrições

Gestor afirma que nesse momento não vai adotar novas medidas restritivas na capital.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), disse na manhã desta segunda-feira (22) que não tem a intenção de baixar decreto municipal de lockdown. Ele considerou que o mais importante é seguir as regras que já estavam estabelecidas e falou que não tem “outras atitudes formalizadas nesse momento em sua mente” para instituir na cidade.

Dr. Pessoa comentou possibilidade de lockdown (Foto: Gustavo Almeida/Lupa1)

Dr. Pessoa considerou ainda que o coronavírus veio para “afugentar o homem” e também para que os seres humanos paguem seus pecados. As afirmações foram dadas em resposta à pergunta sobre decretação ou não de lockdown por parte da prefeitura.

“Eu acompanho o coronavírus mundial. O coronavírus veio para afugentar nossa vida. Para a gente pagar os pecados ou para acreditar na ciência? Eu acredito que para pagar também os pecados. Se houver necessidade, porque tem hora que está em declínio, depois estabilidade e depois crescendo, eu tomarei outras medidas. Mas neste momento o Dr. Pessoa recomenda distanciamento, máscara, álcool em gel, vacina e a medição da temperatura. Outras atitudes neste momento não estão formalizadas na minha mente para colocar para a sociedade”, falou.

Nesta segunda-feira, o governo do Piauí anunciou decreto de lockdown parcial de 14 dias de duração. O documento restringe atividades econômicas consideradas não-essenciais e suspende aulas presenciais em escolas públicas e particulares, além de outras regras. As medidas passam a vigorar na quarta-feira (24) e vão até 7 de março.

Conforme antecipado por membros do Governo Estadual, o comércio em geral terá atendimento presencial suspenso e poderá funcionar apenas com atendimento através de delivery. Somente atividades essenciais, como supermercados, padarias e farmácias, podem funcionar.

Vice-prefeito diz que prefeitura vai seguir decreto

O vice prefeito de Teresina, Robert Rios (PSB), participou de reunião com o governador Wellington Dias (PT) nesta segunda-feira e confirmou que a Prefeitura vai seguir as determinações conforme estão elencadas no decreto do governo estadual.

"O decreto abrange todo o Piauí e Teresina está dentro do Piauí. O interesse da cidade de Teresina não é de restringir comércio, mas evitar que a epidemia cresça", disse Robert.

Mais conteúdo sobre:
Covid-19Dr PessoaRobert RiosWellington Dias

Dê sua opinião: