Tony Trindade

Governo com cofre cheio

Ao longo dos primeiros três meses de 2021 o governo arrecadou de imposto 20% a mais em relação ao ano passado.

Em tempos de pandemia que já dura mais de um ano, muita gente está em crise ou enfrenta algum tipo de dificuldade. Cidadãos, empresas e por aí vai. 

O momento é difícil para boa parte dos segmentos econômicos. Porém, existe quem não esteja em crise e, mais que isso, quem tenha aumentado arrecadação na pandemia: o Governo do Piauí. 

  
Palácio de Karnak Governo do PI
 
 
 

O estado fechou o primeiro trimestre de 2021 com mais de R$ 3,6 bilhões arrecadados apenas com impostos pagos pela população. Os dados são do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que contabiliza os montantes arrecadados pelos estados e municípios brasileiros. 

Ao longo dos primeiros três meses de 2021, o Piauí recebeu exatos R$ 3.656.216.592,41 em impostos que o piauiense tanto rala para poder pagar. Um aumento de 20% em relação ao ano passado. Isso mesmo: um aumento de 20%. 

O que justifica um governo aumentar a arrecadação de impostos justamente num período tão difícil para grande parte da população? Essa é uma resposta que precisamos ter.

Se houvesse sensatez por parte do poder público, os impostos cobrados do cidadão deveriam ser diminuídos como forma do Estado estender a mão às pessoas. Enquanto muitos pequenos comerciantes fecharam as portas e muita gente perdeu o emprego, os cofres estaduais do Piauí engordaram.

É por essas e outras que a população não acredita na classe política e nos gestores públicos. Fala-se tanto em dificuldades e na escassez de recursos, mas a arrecadação de impostos aumenta justamente numa pandemia. O governo arrecada bem e povo sofre! Essa é a realidade.

Mais conteúdo sobre:
Covid-19Governo do Piauí

Dê sua opinião:

Veja Também