Lupa 1

Justiça

Delegado diz que mulher foi ameaçada pelo estuprador da filha no Piauí

A mãe da menina de 13 anos era casada com o criminoso, que abusou sexualmente da enteada por três anos seguidos.

O delegado Willame Moraes, da Delegacia Estadual de Capturas (Decap), deu mais detalhes sobre a prisão do estuprador Francisco das Chagas França Paulino, foragido desde 2021. O criminoso foi condenado a 20 anos de prisão por abusar sexualmente a própria enteada menor de idade por três anos seguidos.

De acordo com o delegado, a mãe da menina só teve conhecimento do ocorrido quando a filha engravidou, em 2019.

  

Delegado Willame Moraes
Junior Santos/Lupa1

“Foi quando ela foi fazer um teste de farmácia. Uma amiga da mãe chegou a ver os abusos e contou e aí ela chamou a filha e perguntou se era verdade. Depois de relutar, porque tinha medo pela vida da mãe e dos irmãos, ela confirmou que vinha sendo abusada desde os dez anos”, disse o delegado Willame Moraes.

A mulher, ao tirar satisfação com o cônjugue, chegou a ser ameaçada de morte, mas foi denunciar o ato para a polícia.

“A mãe tomou conhecimento, foi ameaçada pelo próprio cônjuge. Mas ela não se deixou amedrontar pelas ameaças e teve coragem de denunciar, como assim deve ser. Houve toda uma investigação policial, que culminou com a prisão dele ontem”, finalizou.

  

Francisco das Chagas França Paulino Divulgação

Entenda

A Delegacia Estadual de Capturas (Decap) prendeu nesta terça-feira (17) o foragido da Justiça Francisco das Chagas França Paulino, que estuprou a própria enteada de 13 anos. De acordo com a investigação da Polícia Civil, os abusos iniciaram quando a menina tinha apenas 10 anos e prosseguiram até 2019, quando a menor engravidou do sujeito. 

A Justiça autorizou o aborto da criança após constatados os abusos.

Mais conteúdo sobre:
CrimeDecapEstuproPolícia Civil

Dê sua opinião: