Gustavo Almeida

Medidas

Deputado Flávio Nogueira defende criação de gabinete pós-pandemia

Parlamentar aponta que políticas públicas precisam ser pensadas para auxiliar famílias.

O deputado federal Flávio Nogueira (PDT-PI) defendeu a criação de um gabinete pós-pandemia para articular políticas públicas para recuperar os impactos após a crise sanitária. A proposta foi feita na quarta-feira (24) em reunião por videoconferência da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara Federal, que contou com participação do ministro da Cidadania, João Roma.

Deputado federal Flávio Nogueira (Foto: Divulgação/Assessoria) 

Segundo Flávio Nogueira, o país está enfrentando uma série de dificuldades por conta da pandemia, que tem provocado um número significativo de mortes. O Brasil chegou a registrar mais de 3 mil mortes em um intervalo de 24 horas.

“A crise do coronavírus tem deixado outros problemas. Teremos problemas grandes na área social, como os filhos que perderam seus pais para a doença, os órfãos da pandemia, e que precisam ser assistidos pelo Governo. Temos também as pessoas que, mesmo sobrevivendo à doença, adquiriram sequelas, neurológicas, pulmonares, que impossibilitam um retorno às atividades de trabalho. Por isso, é preciso se trabalhar articulado com outros ministérios, uma espécie de gabinete Pós-Covid, para enfrentarmos esses problemas”, apontou.

Aos parlamentares na reunião, o ministro da Cidadania João Roma adiantou que o Ministério vai liberar, a partir do mês de abril, a primeira parcela do auxílio emergencial no valor de R$ 250. Ao todo serão quatro parcelas. Em caso de mulheres chefes de família, o valor salta para R$ 375 mensais. A expectativa do Governo Federal é beneficiar cerca de 46 milhões de brasileiros.

Flávio Nogueira, entretanto, argumentou que os recursos não serão suficientes para atender os brasileiros e que outras políticas públicas precisam ser pensadas para auxiliar as famílias. “São muitas situações a serem avaliadas, desde as famílias que perderam sua renda, quanto as famílias que perderam entes queridos que, muitas vezes, era o provedor ou provedora da família. A assistência social, para estes casos, será ainda mais necessária”, constatou.

João Roma assumiu o Ministério da Cidadania e Assistência Social há um mês. Na última semana, o deputado Flávio Nogueira já havia tido audiência com ele, ocasião em que levou demandas de municípios piauienses na área de assistência social para a manutenção de programas que estavam prejudicados por conta da pandemia.


Mais conteúdo sobre:
Covid-19Flavio NogueiraPDTPiauíRepublicanos

Dê sua opinião: