Organização Criminosa

Polícia Civil alerta sobre novo crime de fraudes aplicado pela internet

De acordo com a polícia, os suspeitos criam perfis falsos utilizando-se de imagens e identificação de médicos, dentistas e promotores de justiça.

Um novo golpe virtual tem aumentado o número de vítimas diariamente em diversas regiões do país. No Piauí, desde o mês de junho, a Polícia Civil (PC-PI) tem investigando a ação de uma organização criminosa especializada na prática de fraudes por meio de aplicativos de mensagens. 

 “O criminoso assume uma conta qualquer do whatsapp, coloca a foto do usuário que ele quer tomar como identidade e em seguida começa a disparar mensagem para as pessoas do convívio desta pessoa pedindo a transferência em dinheiro”, diz o delegado de crimes virtuais José Anchieta.

Ainda segundo o delegado Anchieta, este tipo de crime é uma espécie de trote dos tempos modernos, onde é fundamental que os usuários do aplicativo whatsapp fiquem atentos ao conteúdo das mensagens recebidas e alerta para o cuidado com as solicitações de depósitos bancários.

 “Não façam transferências para contatos que você não conheça ou mesmo para pessoas conhecidas que não tenha o hábito de pedir empréstimo. A nossa dica de segurança é que você confirme por outro canal de comunicação, uma ligação ou outro meio, se realmente está falando com a pessoa certa”, alerta o delegado.

De acordo com os investigadores da Polícia Civil, os suspeitos criam perfis falsos utilizando-se de imagens e identificação de médicos, dentistas, promotores de justiça e juízes para enviar mensagens e pedidos de depósito bancários a parentes e pessoas próximas das vítimas. O acesso aos dados são obtidos por meio da compra das informações em sites na internet. Em Teresina, médicos, odontólogos, esteticistas e outros profissionais da área da saúde já foram alvos. Nesta semana, boletins de ocorrência apontam que os criminosos estão se apropriando de identidade dos jornalistas piauienses.

Mais conteúdo sobre:
ParnaíbaPolícia Civil

Dê sua opinião: