Médicas de Kiki Freitas falam sobre a morte da dentista

Em nota, as médicas lamentaram o ocorrido e enfatizaram que a paciente desenvolveu um quadro raro.

As médicas obstetras Lara Drummond e Marilia Barros se pronunciaram nessa quarta-feira (21) nas redes sociais sobre a morte da odontóloga Maria Cristina Carvalho, a Kiki Freitas, que faleceu durante o parto na maternidade Santa Fé, zona Norte de Teresina.

kiki Freitas

Em nota, as médicas lamentaram o ocorrido e enfatizaram que a paciente desenvolveu um quadro raro, de embolia amniótica, mas teve o atendimento necessário de toda equipe médica.

“Infelizmente, a paciente apresentou um quadro raro, imprevisível e de rápida evolução, sem associação a via de parto, para o qual foram tomadas imediatamente todas as medidas possíveis”, diz trecho da nota.

De acordo com as médicas, a paciente estava sendo acompanhada por equipe obstétrica, pela equipe da maternidade e equipe de fisioterapia e enfermagem.

“Nós, obstetras, sempre priorizamos a saúde e bem-estar de nossas gestantes, criamos um vínculo de confiança durante todo o pré-natal que vai muito além da relação médico - paciente. Só Deus para cuidar e dar forças para os nossos corações e os corações de toda a família e amigos”, lamentaram em nota.

MAIS SOBRE O ASSUNTO:
Filha de ex-governador do Piauí morre durante o parto
Médica responsável pelo parto de Kiki Freitas era amiga de infância da gestante
Maternidade Santa Fé diz que Kiki Freitas sofreu parada cardiorrespiratória

Dê sua opinião: