Gustavo Almeida

Vacinação contra a covid-19

Prefeitos podem incluir grupos na prioridade, diz Ministério da Saúde

Esta semana, prefeito de Teresina disse que vai incluir jornalistas na relação.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), anunciou na manhã da segunda-feira (05) que vai incluir jornalistas, professores e guardas municipais na relação de grupos prioritários da vacinação contra a covid-19. Desde então, há quem levante a dúvida se prefeituras podem adotar a medida, uma vez que existe um Plano Nacional gerenciado pelo Ministério da Saúde.

Dr. Pessoa, prefeito de Teresina (Foto: Gustavo Almeida/Lupa1)

Em resposta ao Lupa1, o Ministério da Saúde confirmou que a orientação aos estados e municípios é seguir a ordem de prioridade estabelecida pelo órgão, mas disse que os governos estaduais e as prefeituras têm autonomia para incluir outras categorias.

“A orientação do Ministério da Saúde é para que estados e municípios sigam a ordem de prioridades prevista no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. No entanto, todos têm autonomia para seguir com a vacinação conforme as demandas e realidades locais”, informou o Ministério por meio de nota.

Apesar do anúncio de inclusão de novas categorias na prioridade, Dr. Pessoa ainda não informou quando os profissionais de imprensa, professores e agentes da Guarda Municipal devem ser vacinados. Em Teresina, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) é a responsável por coordenar a campanha de imunização contra a covid-19.

Mais conteúdo sobre:
Covid-19Dr PessoaFMSMinistério da SaúdePiauíPrefeitura de TeresinaTeresina

Dê sua opinião: