Lupa 1
Gustavo Almeida

Discurso

País em degradação moral, diz Flávio Nogueira sobre caso que derrubou presidente da Caixa

Parlamentar avalia que denúncias contra Pedro Guimarães são mais uma mancha no governo Bolsonaro.

O deputado federal Flávio Nogueira (PT) foi à tribuna da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (29) e falou sobre as denúncias de assédio sexual e moral que levaram ao pedido de demissão do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. O gestor deixou o cargo após funcionárias da instituição relatarem ao Ministério Público Federal (MPF) o seu comportamento inadequado.

Deputado Flávio Nogueira (Foto: Divulgação/PT)

Para Flávio Nogueira, o episódio revela a degradação moral e de valores vivida atualmente no país. O deputado criticou duramente o governo Bolsonaro e disse que muitos brasileiros se decepcionaram com o discurso de moralidade e valores pregado pelo atual presidente.

"É, sem sombra de dúvidas, mais uma mancha do governo Bolsonaro. O que se passou naquele banco de enorme importância para este país nada mais foi do que um ato de degradação da ordem, da moral e dos valores morais e sociais. A que ponto chegou este governo! Um governo que na campanha eleitoral falava-se anticorrupção, o incorruptível, que valorizava a ética e a moral. Entretanto, nós estamos vendo a antítese dessa narrativa. É o país em degradação moral, da ordem, dos valores, da moralidade e dos valores sociais", criticou o deputado.

Logo após a queda de Pedro Guimarães, o governo federal nomeou a secretária de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Marques, para o cargo de presidente da Caixa. A exoneração de Guimarães e a nomeação de Daniella foram publicadas no final da tarde da quarta-feira (28) em edição extra do Diário Oficial da União.

Flávio Nogueira foi um dos poucos parlamentares federais do Piauí a se manifestar publicamente sobre as denúncias envolvendo Pedro Guimarães.

Mais conteúdo sobre:
CaixaCâmara FederalFlavio NogueiraJair BolsonaroPiauíPT

DÊ SUA OPINIÃO